TESTE ORAL DE TOLERÂNCIA A GLICOSE (TOTG)

TESTE ORAL DE TOLERÂNCIA A GLICOSE (TOTG)

A tolerância à glicose diminuída representa uma anormalidade na regulação da glicose no estado pós-sobrecarga, diagnosticada por meio de teste oral de tolerância à glicose (TOTG), o qual inclui a determinação da glicemia de jejum e de 2 horas após a sobrecarga com 75 g de glicose. A glicemia de jejum alterada e tolerância à glicose diminuída são categorias de risco aumentado para o desenvolvimento do DM e o termo “pré-diabetes” também é utilizado para designar essas condições.

Atualmente são três os critérios aceitos para o diagnóstico de DM com utilização da glicemia (Quadro 1):

  • Sintomas de poliúria, polidipsia e perda ponderal acrescidos de glicemia casual > 200 mg/dl. Compreende-se por glicemia casual aquela realizada a qualquer hora do dia, independentemente do horário das refeições (A).1,2
  • Glicemia de jejum ≥ 126 mg/dl (7 mmol/l). Em caso de pequenas elevações da glicemia, o diagnóstico deve ser confirmado pela repetição do teste em outro dia (A).1,2
  • Glicemia de 2 horas pós-sobrecarga de 75 g de glicose > 200 mg/dl (A).1,2 O teste de tolerância à glicose deve ser efetuado com os cuidados preconizados pela OMS, com coleta para diferenciação de glicemia em jejum e 120 minutos após a ingestão de glicose

QUADRO 1 Valores de glicose plasmática (em mg/dl) para diagnóstico de diabetes mellitus e seus estágios pré-clínicos

Categoria Jejum* 2 h após 75 g de glicose Casual**
Glicemia normal < 100 < 140
Tolerância à glicose diminuída > 100 a < 126 ≥ 140 a < 200
Diabetes mellitus ≥ 126 ≥ 200 ≥ 200 (com sintomas clássicos)***

*O jejum é definido como a falta de ingestão calórica por no mínimo 8 horas; **Glicemia plasmática casual é aquela realizada a qualquer hora do dia, sem se observar o intervalo desde a última refeição; ***Os sintomas clássicos de DM incluem poliúria, polidipsia e perda não explicada de peso. Nota: O diagnóstico de DM deve sempre ser confirmado pela repetição do teste em outro dia, a menos que haja hiperglicemia inequívoca com descompensação metabólica aguda ou sintomas óbvios de DM

 

É reconhecido um grupo intermediário de indivíduos nos quais os níveis de glicemia não preenchem os crité- rios para o diagnóstico de DM. São, entretanto, muito elevados para serem considerados normais.7 Nesses casos foram consideradas as categorias de glicemia de jejum alterada e tolerância à glicose diminuída, cujos critérios são apresentados a seguir.

  • Glicemia de jejum alterada: Glicemia de jejum > 100 mg/dl e <126mg/dL. Esse critério ainda não foi oficializado pela OMS, porém já existe uma recomendação da Federação Internacional de Diabetes (IDF) acatando o ponto de corte para 100mg/dL.
  • Tolerância à glicose diminuída: Ocorre quando, após uma sobrecarga de 75 g de glicose, o valor de glicemia de 2 horas situa-se entre 140 e 199 mg/dl (B).2-6

 

Fonte: Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2014-2015

 

Deixar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.